4.9.07

Pequena incursão nos domínios da insanidade



Há malucos para tudo. A paixão clubística pelo “Glorioso SLB” persegue-me desde que me conheço. Vibro com os sucessos, sofro com os desaires. Nunca consegui apagar do peito a “chama imensa”, tão pouco me passou pela cabeça procurar alternativas quando as coisas correram menos bem. Nunca lhe fui infiel.

Estamos no início de uma nova época desportiva. O último defeso trouxe significativas novidades ao meu clube. Desde logo a saída da sua maior (talvez a única) referência qualitativa. Há meia dúzia de meses, comentei algumas vezes que Simão Sabrosa estava a mais naquela equipa. Era claramente um elemento desenquadrado naquele amontoado de incompetência desordenada.

O Benfica desta época promete. Há mais soluções, o plantel é mais equilibrado, há outra dinâmica na equipa técnica. Parece-me que com Camacho e alguns dos novos reforços, o génio de Simão encaixava muito bem nesta equipa. Tenho pena que isso não seja possível por agora.

Tanto quanto me foi dado observar, Luís Filipe Vieira começa a ser internamente contestado. Ainda que timidamente e sem que apareça um nome credível para o substituir. A sua saúde também pode precipitar a renúncia ao mandato antes do seu termo, o que seria muito mau.

Saudações de um benfiquista.


MFQ



4 comentários:

caminhando disse...

Com o Simão a equipa ficava um espectáculo. Mas assim está bem, começou mal mas a equipa já se endireitou. Com o mister Camacho é logo outra coisa.

bordadagua disse...

O que é que há de importancia para Vendas Novas sobre o que se passa num clube de futebol?

Falem do nosso Estrela Futebol Clube por exemplo.

bordadagua disse...

SLB igual a uma empresa estatal.
Tem gente a mais a usufruir de bons ordenados.
Até quando?

caminhando disse...

O que tem o Estrela para se falar?
Eu cá acho mais interessante falarmos do nosso Benfica. Vivó Benfica!